sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Este programa se supera a cada semana, no preconceito: Grupo se revolta com piada sobre aids de Marco Luque no “CQC”

Este programa se supera a cada semana, no preconceito: Grupo se revolta com piada sobre aids de Marco Luque no “CQC”

Uma piada feita por Marco Luque na última segunda-feira, exibida ao vivo no CQC, da Band, não agradou a Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV/Aids – RNAJVHA. Após uma reportagem sobre o serviço de achados e perdidos de um terminal rodoviário de São Paulo, o qual mostrava que as pessoas não recuperavam valores e objetos perdidos, Luque fez uma sugestão:
“Colocar câmera é pouco. Tinha que botar uma armadilha. Tinha de ter pregos enferrujados, lambiscados com aids e com uma catapulta. O cara abre e vai... cai um monte de pregos aidéticos na cara.” O comentário, obviamente, gerou revolta.
Em um trecho de seu manifesto, a entidade afirma: “Após a veiculação do último programa exibido pelo CQC na data de 15/10/12, onde abordou o tema de extravios de bagagens dos passageiros, nós jovens vivendo e convivendo com HIV/AIDS do Brasil assistimos ao desrespeito proferido pelo Sr. Marcos Luque Martins, quando insinuou uma ‘piada’ sobre a possibilidade de serem colocados ‘pregos enferrujados aidéticos’ dentro das malas, incentivando de forma direta e indireta a manifestação arbitrária de discriminações voltadas a este público”.
O documento continua: “Solicitamos, em caráter de urgência, a retratação do programa Custe o que Custar ao vivo no próximo programa, pessoalmente pelo apresentador Marcos Luque Martins, além de serem emitidas notas de mesmo teor nas diversas mídias sociais e abertas disponíveis pela emissora e produtora.”
A retratação deve ir ao ar na próxima edição do programa. A frase de Luque pode ser vista em 1h48 do vídeo abaixo.
PorAna Carolina Rodrigues - Start lounge

0 comentários: